PROJETOS, REQUERIMENTOS E FALA SOBRE DIFERENTES ASSUNTOS FORAM DESTAQUE NA IMPRENSA E NO SITE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Palestra na UFG

PROJETO APROVADO NA CCJ DÁ MAIS SEGURANÇA ÀS MULHERES INTERNADAS

CCJ aprova projeto de Adriana Accorsi que propõe mais garantia a mulheres internadas

13 de Abril de 2020 às 10:10

Com o objetivo de garantir que pacientes mulheres internadas sem acompanhante sejam assistidas por profissional do sexo feminino, a deputada Delegada Adriana Accorsi (PT) apresentou na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o projeto de lei nº 3841/19. Com parecer favorável na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Casa, a matéria será colocada na Ordem do Dia para primeira discussão e votação em Plenário.

Adriana conta que a propositura original é de autoria da vereadora Léia Kleia (PSC), apresentada no dia 6 de junho 2019, na Câmara Municipal de Goiânia. “Por ser um projeto de extrema relevância, apresento em parceria com a vereadora o projeto em tela, buscando assim ampliar as condições de um atendimento humanizado para com as mulheres que se encontram hospitalizadas”, explica.

A parlamentar defende que o atendimento humanizado é aquele que considera a integralidade de cuidado, ou seja, ele pressupõe a união entre a qualidade do tratamento técnico e a qualidade do relacionamento que se desenvolve entre paciente, familiares e equipe. “Quando em tratamento, nossa adesão e confiança dependerão da nossa segurança na equipe. E, nesse aspecto, muitos estudos mostram que a relação paciente-família e equipe é tão importante quanto a qualidade do tratamento técnico que nos é o oferecido.”

Adriana Accorsi disse que, dessa forma, garantir o atendimento às mulheres por profissionais do sexo feminino, além de trazer maior conforto em qualquer situação de saúde e doença, amplia as condições de segurança das mulheres que por motivo de saúde se encontram em situação de vulnerabilidade. A deputada ainda faz referência ao fato noticiado a respeito do caso de uma jovem de 21 anos vítima de abuso sexual enquanto estava internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Agência Assembleia de Notícias

—————————-

Deputada Adriana Accorsi quer realização de testes para Covid-19 na população

08 de Abril de 2020 às 17:30

A Deputada Delegada Adriana Accorsi quer que haja fiscalização para que os municípios que pedem a declaração de calamidade e recursos para o combate à Covid-19 sigam todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do próprio governador Ronaldo Caiado (DEM), que é médico, para que o isolamento e o distanciamento social sejam mantidos também nesses municípios. “Nós vamos fiscalizar para que os prefeitos usem os recursos para proteger a população”, afirmou.

Em sua fala na reunião da Comissão Mista feita remotamente na tarde desta quarta-feira, 8, a Adriana Accorsi lembrou o estudo da Universidade Federal de Goiás (UFG) de que, em não havendo isolamento social em Goiás, nas próximas semanas teremos centenas de mortes. Ela chama de firme e corajosa a postura do governador, de manter o isolamento social em Goiás, um dos estados com as menores taxas de infecção da população.

Apesar disso, a deputada lembra que mais de 3 mil pessoas estão com suspeita de contágio, 159 casos confirmados e mais de sete mortes. Adriana acredita que o número pode até ser maior porque não foram realizados testes em pessoas que faleceram e tiveram atestadas como causa da morte a síndrome respiratória aguda ou pneumonia. “Fica meu pedido ao governador para priorizar a questão dos testes para a população. Muitos estão sendo sepultados com diagnóstico de síndrome respiratória ou de pneumonia, sem diagnóstico de Covid-19 e sem que as famílias sejam testadas ou cumpram a quarentena. Precisamos com urgência dos testes e de equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde”.

Agência Assembleia de Notícias

Deixe seu comentário
Siga-nos e compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *